Current track

Title

Artist


Em “Margem”, Adriana Calcanhotto fecha linda trilogia dedicada ao mar

Written by on 7 de dezembro de 2019

Adriana Calcanhotto – Murilo Alvesso / divulgação

Luck VelosoAdriana Calcanhotto é nome constante em nossa programação e festejamos o seu mais novo trabalho, batizado “Margem” (Sony Music Brasil). O décimo disco de uma belíssima carreira, chegou para, segundo a própria artista, encerrar um ciclo de declarações de amor, todas elas dedicadas ao mar, um namoro que iniciou com o disco “Marítimo“, de 1998 e dez anos após, em 2008, com “Maré”.

O disco contém nove canções, entre sons autorais e de autoria de José Miguel Wisnik (Os Ilhéus), que além de compositor, também é músico e professor de literatura pela USP, além de ter uma história respeitadíssima na música e no meio em que circula, que é o artístico e literário.

O álbum conta ainda uma composição de Péricles Cavalcanti, compositor, cantor e cineasta, que viveu em Londres nos anos 1970 e teve importante participação em composições para o grupo teatral Asdrúbal Trouxe o Trombone, que ajudaria a revelar nomes como Luiz Fernando Guimarães, Hamilton Vaz Pereira e Regina Casé. Passeando entre a MPB raiz e a sua já conhecida inquietude sonora, arrisca inclusive mergulhar no funk, na faixa “Meu Bonde”.

O disco Margem ganhou divulgação através de seis singles, onde uma das ações foi feita junto ao propjeto Mais Música Menos Lixo, parceria de Adriana com a ONG Route Brasil, onde a cada click feito sobre a obra de Adriana Calcanhotto na plataforma de streaming Spotify, seria retirado um pedaço de plástico do mar. A pessoa que mais ouviu, clicou 3.638 vezes sobre músicas da artista, ganhando um kid de sustentabilidade especial, ajudando a revelar ainda mais, o engajamento de Adriana sobre as causas que auxiliam na limpeza dos mares. É ou não é um presente para nós?