Current track

Title

Artist


Discos brasileiros que completam 55 anos em 2022

Written by on 11 de março de 2022

“Wave” – Antonio Carlos Jobim

Quinto álbum de estúdio de Tom Jobim, “Wave” foi gravado nos Estados Unidos e lançado em 1967, pela A&M Records. O disco tem a participação de alguns músicos norte-americanos, a jazzistas de elite, como os trombonistas Urbie Green e Jimmy Cleveland, o flautista Jerome Richardson e o baixista Ron Carter.

“Wave” entrou para a lista dos 100 Maiores Discos da Música Brasileira, feita pela Revista Rolling Stone Brasil em 2007, e a revista Guitar Player o incluiu na sua lista The 40 Greatest Guitar Albums Of 1967.

O disco conta com dez canções, todas compostas por Tom Jobim, exceto a faixa “Lamento”, que é uma parceria de Tom com seu grande amigo Vinicius de Moraes.

“Vento de Maio” – Nara Leão

O disco “Vento de Maio” foi lançado por Nara em 1967 e conta com composições de grandes nomes da música brasileira como Gilberto Gil, Chico Buarque e Dorival Caymmi, na voz doce e cheia de identidade da cantora.

Gil participa do disco, cantando a música “Noite dos Mascarados”, composição de Chico Buarque, ao lado de Nara. Outros destaques do disco são as clássicas: “Quem Te Viu, Quem Te Vê” e “Com Açúcar”, Com Afeto” (ambas também de Chico), “Morena do Mar” (de Caymmi), “Rancho dos Namorados” (de Ary Barroso e Vinícius de Moraes) e a faixa-título (de Gil e Torquato Neto).

Chico Buarque de Hollanda – Volume 2

Volume 2” é o terceiro álbum do cantor e compositor Chico Buarque, que o lançou quando tinha 23 anos de idade. O álbum também traz as clássicas “Noite dos Mascarados” e “Com Açúcar, Com Afeto” (Que Chico declarou recentemente na série documental O Canto Livre da Nara Leão que não cantará mais em seus shows por se tratar de uma música que hoje podemos entender claramente como opressora para as mulheres) e “Quem Te Viu, Quem Te Vê”, além de “Morena dos Olhos D’água”, “Fica e Lua Cheia”, parceria de Chico com Toquinho.

Edu e Bethânia – Edu Lobo e Maria Bethânia

Edu Lobo e Maria Bethânia se uniram neste disco de 1967. Edu e Bethânia realizaram as gravações quando ainda eram praticamente dois iniciantes na música. Bethânia tinha lançado apenas o seu disco de estreia, homônimo, em 1965, quando despontou para o Brasil inteiro depois de substituir Nara Leão no antológico espetáculo de protesto Opinião, ao lado de Zé Keti e João do Vale. Enquanto isso, Edu Lobo estava em seu quarto disco e despontava como um dos novos nomes da composição no Brasil, tendo vencido o III Festival de Música Popular Brasileira com sua canção Ponteio, parceria com Capinan.

Travessia Milton Nascimento

Tendo ficado em 2º lugar no Festival Internacional da Canção de 1967 com sua parceria com Fernando Brant, “Travessia“, Milton Nascimento ganhou então projeção nacional e lançou o seu primeiro disco, que ganhou o mesmo nome da música. “Travessia” é uma das músicas mais conhecidas e gravadas de Milton, no Brasil e no exterior, e uma das músicas mais importantes da MPB em todos os tempos.

A cantora Elis Regina já havia gravado uma composição do artista mineiro um ano antes, “Canção do Sal”, em seu disco “Elis”, que também entra para o disco de estreia de Milton, junto com outros clássicos como “Três Pontas” (parceria com Ronaldo Bastos) e Outubro (com Fernando Brant).

Fonte: Nova Brasil.


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *